Tratamentos Minimamente Invasivos para Dor Crônica de Coluna

TRATAMENTOS MINIMAMENTE INVASIVOS PARA DOR CRÔNICA DE COLUNA

RIZOTOMIA FACETÁRIA CERVICAL

Este procedimento minimamente invasivo, também chamado de neurotomia por radiofrequência das facetas cervicais , ou simplesmente radiofrequência cervical, diminui ou elimina a dor em coluna cervical causada pela lesão/degeneração das facetas cervicais através da interrupção dos sinais dolorosos transmitidos pelo ramo medial que inerva as articulações da coluna.

Neste procedimento o paciente é colocado em posição de barriga para baixo, sob assepsia e antissepsia e é realizado anestesia local nos tecidos por onde a agulha irá passar para alcançar as facetas articulares. O médico então introduz , guiado por raios-x , uma cânula cuidadosamente até as facetas articulares responsáveis pela dor cervical. Posteriormente um eletrodo é colocado dentro das cânulas e é realizada estimulação para confirmar a correta posição do eletrodo, para que ele realmente esteja apenas no nervo medial que inerva as articulações.

Após a confirmação o médico realiza a lesão por radiofrequência do ramo medial, visando interromper a sua comunicação com o cérebro e consequentemente interromper os sinais de dor da articulação, bloqueando o estimulo doloroso. 

Após o fim do procedimento a cânula e eletrodo são retirados e o local coberto com pequeno curativo. Usualmente os resultados ocorrem após 3-4 semanas após a realização do procedimento.

RIZOTOMIA FACETÁRIA LOMBAR

Este procedimento minimamente invasivo, também chamado de neurotomia por radiofrequência das facetas LOMBARES , ou simplesmente radiofrequência LOMBAR, diminui ou elimina a dor em coluna LOMBAR causada pela lesão/degeneração das facetas cervicais através da interrupção dos sinais dolorosos transmitidos pelo ramo medial que inerva as articulações da coluna.

Neste procedimento o paciente é colocado em posição de barriga para baixo, sob assepsia e antissepsia e é realizado anestesia local nos tecidos por onde a agulha irá passar para alcançar as facetas articulares. O médico então introduz , guiado por raios-x , uma cânula cuidadosamente até as facetas articulares responsáveis pela dor cervical. Posteriormente um eletrodo é colocado dentro das cânulas e é realizada estimulação para confirmar a correta posição do eletrodo, para que ele realmente esteja apenas no nervo medial que inerva as articulações.

Após a confirmação o médico realiza a lesão por radiofrequência do ramo medial, visando interromper a sua comunicação com o cérebro e consequentemente interromper os sinais de dor da articulação, bloqueando o estimulo doloroso. 

Após o fim do procedimento a cânula e eletrodo são retirados e o local coberto com pequeno curativo. Usualmente os resultados ocorrem após 3-4 semanas após a realização do procedimento.

RIZOTOMIA PULSADA EM GÂNGLIO CERVICAL E LOMBAR

Este novo procedimento é utilizado como tratamento de diferentes doenças relacionadas à dor na coluna. Trata-se de uma forma diferente de radiofrequência onde não ocorre lesão do alvo, mas sim uso de estimulação elétrica na tentativa de modular/regular a estrutura/nervo responsável pelos sintomas de dor.

O procedimento é feito também de maneira minimamente invasiva através de agulhas/cânulas de maneira bem similar à radiofrequência convencional, podendo ser indicado para:

– Radiculopatias cervicais e lombares secundárias à hérnia de disco

– Dor miofascial

– Cefaléia crônica : estimulação de nervos occipital e supra-orbitário

– Neuralgia occipital 

Neste procedimento o paciente elevado ao centro cirúrgico, sob assepsia e antissepsia e é realizado anestesia local nos tecidos por onde a agulha irá passar para alcançar o nervo responsável pela dor(raiz nervosa cervical, raiz nervosa lombar , nervo occipital). O médico então introduz , guiado por raios-x , uma cânula cuidadosamente até o alvo.

Posteriormente um eletrodo é colocado dentro das cânulas e é realizada estimulação para confirmar a correta posição do eletrodo.

Após a confirmação o médico realiza estimulação por radiofrequência pulsada sobre a estrutura nervosa 

Após o fim do procedimento a cânula e eletrodo são retirados e o local coberto com pequeno curativo. Usualmente os resultados ocorrem após 3-4 semanas após a realização do procedimento.

 

BLOQUEIO FACETÁRIO CERVICAL 

Cada vértebra na coluna vertebral é conectada uma à outra pelas articulações denominadas facetas articulares, as quais podem ser responsáveis pelo quadro de dor crônica na coluna cervical ou lombar. O bloqueio destas articulações, chamado de bloqueio facetário pode ser diagnóstico e/ou terapêutico no tratamento desta condição dolorosa.

Para o bloqueio da articulação facetária cervical o paciente é levado à sala de procedimentos em posição deitada de barriga para baixo, sob anestesia local e sedação leve. Utilizando raios-x intra-operatório é localizada a articulação de coluna lombar e uso de agulha para a injeção de uma solução contendo anestésicos locais e / ou anti-inflamatórios esteroides sobre a articulação. Após o bloqueio , caso a articulação seja o real sítio da dor lombar haverá alívio significativo da mesma.

No caso de um bloqueio terapêutico, ou seja , para tratamento da dor facetaria, os anti-inflamatórios usualmente levam de 5 à 10 dias para iniciar o seu efeito analgésico local.

 

BLOQUEIO FACETÁRIO LOMBAR

Cada vértebra na coluna vertebral é conectada uma à outra pelas articulações denominadas facetas articulares, as quais podem ser responsáveis pelo quadro de dor crônica na coluna cervical ou lombar. O bloqueio destas articulações, chamado de bloqueio facetário pode ser diagnóstico e/ou terapêutico no tratamento desta condição dolorosa.

Para o bloqueio da articulação facetária lombar o paciente é levado à sala de procedimentos em posição deitada de barriga para baixo, sob anestesia local e sedação leve. Utilizando raios-x intra-operatório é localizada a articulação de coluna lombar e uso de agulha para a injeção de uma solução contendo anestésicos locais e / ou anti-inflamatórios esteroides sobre a articulação. Após o bloqueio , caso a articulação seja o real sítio da dor lombar haverá alívio significativo da mesma.

No caso de um bloqueio terapêutico, ou seja , para tratamento da dor facetaria, os anti-inflamatórios usualmente levam de 5 à 10 dias para iniciar o seu efeito analgésico local.

BLOQUEIO SIMPATICO CERVICAL

Este procedimento é utilizado para o alívio de dor em membros superiores causado por dores neuropáticas e especialmente a Síndrome de Dor complexa Regional(SDCR), antiga Distrofia Simpático-Reflexa, síndrome de dor crônica que pode se desenvolver após lesões de articulações ou injurias nervosas.

O paciente realiza o procedimento em posição de barriga para cima sob anestesia local e sedação. Usando radioscopia(raios-x) em tempo real o plexo simpático cervical  é localizado em nível de região cervical anterior(pescoço) e confirmado com uso de contraste local. 

Após a correta localização uma solução contendo anestésicos locais e moduladores de dor é injetada no plexo visando bloquear e modular a sensação de dor nos membros superiores. Mais de um procedimento pode ser necessário para a dessensibilização do quadro de dor crônica neuropática

 

BLOQUEIO SIMPÁTICO LOMBAR

Este procedimento é utilizado para o alívio de dor em membros inferiores causado por dores neuropáticas e especialmente a Síndrome de Dor complexa Regional(SDCR)., síndrome de dor crônica que pode se desenvolver após lesões de articulações ou injurias nervosas.

O paciente realiza o procedimento em posição de barriga para baixo sob anestesia local e sedação. Usando radioscopia(raios-x) em tempo real o plexo simpático lombar é localizado e confirmado com uso de contraste local. Após a correta localização uma solução contendo anestésicos locais e moduladores de dor é injetada no plexo visando bloquear e modular a sensação de dor nos membros inferiores. Mais de um procedimento pode ser necessário para a dessensibilização do quadro de dor crônica neuropática

 

BLOQUEIO DE ARTICULAÇÃO SACRO-ILÍACA

Neste procedimento é realizada a injeção de substâncias analgésica(anestésico local e/ou corticoides) no intuito de aliviar a dor na articulação sacro-ilíaca, causada por artrite ou artrose local. 

O paciente é colocado de barriga para baixo e o médico utiliza de radioscopia intra-operatória para localizar o  ponto ideal de injeção na articulação. É realizada anestesia local no trajeto onde a agulha será utilizada para alcançar a articulação e realizar a injeção do anestésico.

Este procedimento pode ser utilizado para confirmação diagnóstica(confirmar a articulação sacro-ilíaca para causa da dor) ou tratamento do quadro(uso de corticoides para inibir a inflamação local).

RIZOTOMIA DE ARTICULAÇÃO SACRO-ILIACA

Este procedimento é semelhante ao descrito na sessão de bloqueio de articulação sacro-ilíaca, com a diferença de que é realizado com uso de radiofrequência para reduzir ou eliminar a dor através da interrupção da inervação dolorosa da articulação com uso desta técnica.

 

NOVOS PROCEDIMENTOS PARA DOR DE ARTICULAÇÃO DE JOELHO E QUADRIL